Como Comprar Uma Casa Própria e se Livrar do Aluguel

Como Comprar Uma Casa Própria

Poder adquirir finalmente a tão sonhada casa própria é o sonho de consumo de milhões de famílias brasileiras não é mesmo, que vem nesta atitude a oportunidade de oferecer maior conforto e segurança aos membros da família e é claro, poder se ver livre dos aluguéis extorsivos praticados atualmente no mercado.

Porém, para realizar este sonho é preciso muito planejamento e mudanças de hábitos de vida e de consumo, isso porque é necessário aprender a poupar e viver com menos mesmo antes de entrar num financiamento que pode durar cerca de 30 anos e comprometer parte importante de sua renda mensal.

De forma geral, ter um planejamento muito bem feito é parte fundamental para compra de um imóvel, isso porque na maioria dos financiamentos existentes hoje em dia, é necessário pagar como entrada ao menos 20% do valor total do imóvel.

É claro que a situação ideal seria poder adquirir um imóvel pagando à vista, porém, esta realidade é vivenciada por pouquíssimas pessoas, pois convenhamos que é preciso ter muita disciplina e paciência para poupar durante muitos anos para conseguir adquirir uma casa à vista.

Claro que é raro, mas podemos encontrar diversos exemplos de pessoas que conseguiram tal feito e com isso, com recursos em mãos, conseguiram excelentes descontos. Mas como esta é a exceção, o fato é que devemos procurar pelo melhor financiamento imobiliário ou outras formas de obtenção.

Como Comprar Uma Casa e Fugir do Aluguel – Formas de Consegui-la

Existem variadas formas para se conseguir comprar uma casa, confira algumas opções:

Economize Para Pagamento à Vista:

Como já vimos inicialmente esta é, sem dúvidas, a melhor e mais simples opção, pois quem compra à vista fica livre das prestações intermináveis. Porém, esta realidade é para poucos, por isso é necessário vermos outras opções. Confira alguns artigos que podem ter ajudar a poupar mais:

Adquira o Imóvel na Planta

Esta forma é perfeita para aquelas pessoas que não tem pressa ou não necessitam entrar no imóvel imediatamente, mas sim podem aguardar um prazo médio/longo. Sendo assim, esta opção pode se tornar mais barata pois existe um ótimo planejamento.

Via Consórcio

Entrar em um consórcio habitacional é semelhante a poupar para comprar do imóvel, com a vantagem que você pode ser sorteado para adquiri-lo antes mesmo de acabar de juntar o dinheiro. A grande desvantagem por outro lado são os rendimentos menores que a poupança. Por isso deve ser utilizado somente por quem não tem pressa nenhuma de adquirir o imóvel.

Financiamento Habitacional

Esta é sem dúvidas a opção mais comumente usada pela maioria das pessoas, e é indicada para quem precisa morar no imóvel imediatamente. Após encontrar a casa que lhe agrada, pesquise pacientemente entre as diversas opções de financiamento que cada instituição bancária oferece.

Normalmente, os bancos exigem uma entrada de 20% do valor do imóvel, sendo possível ainda utilizar o FGTS para ajudar nessa entrada e assim reduzir o valor das futuras prestações a serem feitas.

Em outro artigo, falamos sobre programas habitacionais subsidiados pelo governo, como o Minha Casa Minha Vida, se tiver interesse, clique no link.

Como Se Planejar Financeiramente

A ideia central deste artigo sobre como comprar uma casa é o planejamento, pois sem ele esse sonho pode se tornar um verdadeiro pesadelo e você pode se envolver em grandes dividas.

Confira na sequência portanto mais algumas dicas práticas dos especialistas da área para se planejar financeiramente da maneira correta:

  • A primeira dica e talvez a mais importante é se organizar para se livrar das dívidas e é claro, evitar contrair novas. Todos sabemos o quanto nos consome as dividas com cheque especial, cartões de crédito, parcelamentos e crediários. Por isso, tente negociar urgentemente taxas e prazos de suas dívidas atuais o quanto antes.
  • Se possível, o ideal é termos sempre um dinheiro como reserva de emergência para situações imprevistas, como desemprego, um tratamento médico dispendioso, entre outros infortúnios.
  • Poupe até obter 20% do valor do imóvel também, assim, o primeiro passo aqui é juntar dinheiro para dar a entrada no financiamento, já que a maioria das linhas de crédito permite financiar até 80% do valor do imóvel. O dinheiro deve ser guardado numa aplicação de pouco risco, como a poupança por exemplo.
  • Poupe 30% da sua renda. Dessa maneira, o futuro comprador já se acostuma a viver sem essa parcela de seu orçamento, que estará comprometida por até 30 anos, dependendo do prazo do financiamento.
  • Quanto mais poupar, menos vai pagar de juros. Com uma boa entrada, o valor financiado será menor, reduzindo o pagamento de juros.
  • Cuidado se estiver em início de carreira, pois é melhor aguardar um pouco para comprar a casa própria, por conta de possíveis viagens constantes ou mudanças repentinas.
  • Se ainda é solteiro(a) e por isso mora com os pais, aproveite o momento para poupar e é claro, sem esquecer de pagar algumas contas da casa para ajudar nas despesas e já ir se acostumando com esta rotina.
  • Lembre-se que embutido às prestações de um financiamento, você deve considerar também em seu orçamento outras despesas, como água, luz, telefone, internet, IPTU, seguro, condomínio, gastos com alimentação, entre muitas outras.
  • Considere também o custo de residir naquele local que escolher, pois tal vizinhança pode influenciar decisivamente em seu orçamento mensal, pois seus gastos poderão ser maiores ou menores dependendo do local.

Bom, estas foram algumas das dicas que reunimos e que julgamos serem importantíssimas para você finalmente poder comprar sua casa própria. Fique a vontade para comentar, discordar ou acrescentar algo abaixo na área de comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *